quarta-feira, 25 de novembro de 2009

STF nega data alternativa aos judeus para o Enem

Como postado anteriormente, os Judeus buscavam alternativa para que seus seguidores pudessem realizar a prova do Enem. Apesar de ter sido determinado ao MEC, pela justiça (TRF) a alteração, o STF negou o pedido, como segue:

O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu nesta segunda-feira (23) a decisão que permitia a estudantes judeus realizarem as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) em data alternativa para não coincidir com o Shabat, período sagrado judaico. O Enem será realizado nos próximos dias 5 e 6 de dezembro.

Mendes lembra que no caso dos adventistas do Sétimo Dia, a prova do sábado será realizada após o pôr-do-sol. "Tal providência (inicio da prova após o pôr-do-sol) revela-se aplicável não apenas aos adventistas do sétimo dia, mas também àqueles que professam a fé judaica e respeitam a tradição do Shabat. Em uma análise preliminar, parece-me medida razoável, apta a propiciar uma melhor "acomodação" dos interesses em conflito", disse Gilmar Mendes.

... Segundo ele, "se os demais grupos religiosos existentes em nosso país também fizessem valer as suas pretensões, tornar-se-ia inviável a realização de qualquer concurso, prova ou avaliação de âmbito nacional, ante a variedade de pretensões, que conduziriam à formulação de um sem-número de tipos de prova". Leia mais

Um comentário:

EDNA disse...

Olá.....gostei do seu blog , muito bem feito.principalmente da reportagem de entrega (da mulher do avião).Espero visitar mais vezes.